Governo do Distrito Federal
5/10/22 às 11h46 - Atualizado em 5/10/22 às 11h46

Passagem inferior do viaduto do Recanto das Emas é liberada à população

Com investimento de R$ 38 milhões, construção beneficia cerca de 60 mil motoristas que trafegam pela Estrada Parque Contorno (DF-001) diariamente, além de gerar 400 empregos

Carolina Caraballo, da Agência Brasília | Edição: Rosualdo Rodrigues

 

 

 

 

Brasília, 31 de agosto de 2022 – A construção do viaduto do Recanto das Emas/Riacho Fundo II entrou na fase final. Nesta terça-feira (31), as pistas que passam por baixo do elevado foram liberadas para os motoristas. São seis faixas de rolamento: três delas levam do Gama a Samambaia e três fazem o trajeto inverso. O restante da obra deverá ser entregue até o começo de novembro.

Até o começo de novembro, deverá ser entregue o restante da obra, que foi iniciada em maio de 2021 | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Iniciada em maio de 2021, a construção beneficia cerca de 60 mil motoristas que trafegam pela Estrada Parque Contorno (DF-001) diariamente, além de gerar 100 empregos diretos e 300 indiretos. O aporte para a obra viária, na ordem de R$ 38 milhões, é proveniente da Fonte 100, de dividendos da Companhia Energética de Brasília (CEB) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“A liberação dessas pistas permite que motoristas transitem por Gama, Santa Maria e Samambaia sem a interferência de quem entra e sai do Recanto das Emas e do Riacho Fundo II”, aponta Fauzi Nacfur, diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF). “Daqui a dois meses, devemos concluir o restante desse complexo formado pelo viaduto, pelas vias marginais e suas respectivas alças.”

O secretário de Governo, José Humberto Pires, afirma que a entrega faz parte de um conjunto de obras que trará melhorias ao sistema viário da região. “Além de liberar essas pistas e concluir o viaduto, queremos iniciar outra etapa da reforma da DF-001, no trecho que vai do Recanto das Emas até o Balão do Periquito”, adianta. “A obra será licitada em 4 de outubro e o investimento deve ficar na casa dos R$ 9 milhões.”

A atenção dedicada à DF-001 encontra no trânsito pesado da rodovia sua principal motivação. “Tivemos um crescimento populacional muito grande nas regiões administrativas e surgiu a preocupação de destravar o sistema viário nessas cidades”, explica o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro Silveira. “É um viaduto muito esperado pela população.”

A entrega desta terça (31) faz parte de um conjunto de obras que trará melhorias ao sistema viário da DF-001

Mais do que antiga, a demanda dos moradores da região era desafiadora. De acordo com o secretário de Obras, Luciano Carvalho, a construção de um viaduto em uma área de urbanização consolidada é bastante complicada. “É preciso lidar com muitas interferências”, afirma. “Esta é uma região muito movimentada, densamente povoada. Você mexe com a vida das pessoas e isso traz dificuldades.”

Desafios à parte, os primeiros motoristas a passarem por debaixo do viaduto do Recanto das Emas aprovaram a melhoria. O comerciário Daniel Laerte, 47 anos, já chegou a ficar 40 minutos parado no trânsito da DF-001 para ir de Taguatinga ao Gama. E comemora a entrega de parte da obra. “A liberação dessas faixas vai facilitar muito a nossa vida”, comenta.

Depois de acompanhar de perto o andamento da construção, o administrador do Riacho Fundo II, Rafael Mazzaro, celebra a liberação das pistas. “Lembro do dia em que cavaram o primeiro buraco para fazer a fundação do viaduto. Na época, ficou claro como os moradores ansiavam por essa obra”, conta.

O administrador do Recanto das Emas, Wanderley Eres de Deus, reforça que a demanda pelo viaduto era antiga. “Vivo no Recanto das Emas há 29 anos, posso afirmar que esse viaduto era um sonho antigo dos moradores”, garante.