Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/04/21 às 16h12 - Atualizado em 12/04/21 às 16h25

Onde você quer que sejam instaladas novas lixeiras?

COMPARTILHAR

População pode dar sugestões de onde os equipamentos serão colocados. Já foram instalados mais de seis mil pela capital

Equipamento fundamental para ajudar na limpeza da cidade, as lixeiras precisam ser preservadas pela população | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

 

Mais de seis mil lixeiras já foram instaladas em áreas comerciais e de grande circulação de pessoas, em áreas verdes, parques e praças do Distrito Federal. Agora, é você quem escolhe onde mais 7.300 equipamentos públicos serão colocados.

 

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) elaborou um questionário para que a população dê sugestões de locais, desde que sejam em postes de iluminação. Os equipamentos serão instalados em julho.

 

Segundo o gestor de Resíduos Sólidos do SLU, Murilo Caixêta, as solicitações passam por uma avaliação técnica. “Receberemos as demandas até este mês e vamos checar se os locais estão aptos à instalação. Também estamos recebendo pedidos das administrações regionais e da ouvidoria”, informa.

 

Lixeiras públicas são destruídas por vândalos

Caixêta alerta que a população também precisa ajudar a preservar as lixeiras. Recentemente, 89 equipamentos foram depredados no Deck Sul. O investimento do governo local é de R$ 2,5 milhões, o que inclui aquisição, instalação e manutenção. Cada lixeira cerca custa R$ 118,50. “É um equipamento público fundamental para ajudar na limpeza da cidade. As pessoas precisam ter cuidado”, ressalta o gestor de Resíduos Sólidos.

 

Como solicitar

Para sugerir a instalação de lixeiras, basta acessar o formulário. É preciso ligar o GPS do celular e informar o endereço ou ponto de referência. O próximo passo é adicionar a localização de onde você gostaria que tivesse uma lixeira. Teve dúvidas de como preencher o formulário? Acesse o tutorial (http://www.slu.df.gov.br/tutorial-lixeiras/) feito pelo SLU. Outra maneira de acessar o questionário é acessando o QR Code abaixo:

 

 

ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: SAULO MORENO