Governo do Distrito Federal
19/05/22 às 10h16 - Atualizado em 19/05/22 às 10h16

Nova ponte leva mobilidade a 1,5 mil famílias de área rural de Planaltina

Trabalho do programa GDF Presente no Córrego do Arrozal reconstruiu a passagem, danificada pelas chuvas, transformando-a em uma estrutura reforçada que agora suporta até mesmo veículos pesados

Rafael Secunho, da Agência Brasília | Edição: Claudio Fernandes

Cerca de 1.500 famílias que vivem na comunidade do Córrego do Arrozal, área rural de Planaltina, tiveram a mobilidade e a segurança ampliadas com a reconstrução da passagem sobre o rio que havia sido danificada pelas chuvas. Mais do que isso, o trabalho intenso do programa GDF Presente no local, nos últimos meses, transformou a estrutura, antes precária, em uma pequena ponte capaz de suportar a passagem até mesmo de veículos pesados.

Reconstrução da ponte sobre o Córrego do Arrozal, área rural de Planaltina, contou com empenho do DER, da Seagri e da administração regional | Fotos: Divulgação/GDF Presente

Devido à intensidade das chuvas, duas manilhas sob a estrada de terra desmoronaram, interrompendo o trânsito de veículos no local. Apenas uma pequena extensão da pista se salvou, permitindo somente a passagem de pedestres.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), por meio do 1º distrito; a Secretaria de Agricultura (Seagri) e a administração regional se empenharam na troca de dez manilhas, na construção de um muro de arrimo e na recuperação da pista não-pavimentada, que ganhou inclusive proteções laterais (guarda-corpos).

Com nova proteção lateral, muro de arrimo e troca de manilhas, a ponte ganhou sustentação e a pista teve sua largura ampliada

Conselheiro tutelar da cidade, o morador Nicodemes Lopes, 35 anos, lembra que a situação não estava fácil ali. “É uma passagem que liga a parte alta à parte baixa do Córrego Arrozal e que simplesmente foi destruída. Já era precária e acabou indo embora”, revela. “Agora, tivemos o direito de ir e vir restabelecido. Agradecemos muito o trabalho do GDF”, acrescenta.

Segundo o coordenador do Polo Norte do GDF Presente, Ronaldo Alves, moradores eram obrigados a fazer uma volta de cerca de 3 km para seguirem seus destinos. “Agora, com o muro de arrimo, a ponte ganhou sustentação, além do que foi aumentada a largura da pista para 5 metros. Ela suporta a passagem de ônibus, ambulância, etc”, diz.

Satisfação dos moradores

A Administração Regional de Planaltina monitorou toda a obra, fornecendo inclusive parte do maquinário e reforçando a mão de obra com reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap). O diretor de obras da administração, João Link, afirma que o retorno dos moradores foi positivo.

“Recebemos vários vídeos dos moradores locais agradecendo o empenho do governo. Agora, a passagem ali é feita com toda segurança pela comunidade e a capacidade de escoamento da água foi aumentada”, afirma João Link.