Governo do Distrito Federal
25/02/22 às 9h06 - Atualizado em 25/02/22 às 9h06

DF Livre de Carcaças tem média de um carro recolhido por dia em dois anos

Ação realizada em Taguatinga Sul nesta quinta-feira (24) removeu 7 carros abandonados. Agora, operação totaliza 803 veículos retirados das ruas

Com a ação realizada nesta quinta-feira (24) em Taguatinga Sul, chega a 803 o total de veículos abandonados retirados das ruas do Distrito Federal. O número corresponde aos dois anos de realização da ação, iniciada em fevereiro de 2020. Desta forma, mostra que pelo menos uma carcaça foi retirada por dia das ruas do DF no período.

A operação é realizada sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) e reúne as secretarias executivas das Cidades e de Políticas Públicas, DF Legal, Departamento de Trânsito (Detran-DF), Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), Secretaria de Saúde (SES) e Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Esta edição contou ainda com a participação do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

“É muito significativo atingirmos a marca de mais de 800 veículos recolhidos das ruas do DF. Além da efetividade da ação para aumento da sensação de segurança e atuar em consonância com as medidas do Governo do Distrito Federal, para o enfrentamento das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, mostra o comprometimento dos órgãos envolvidos, que estão desde o início da operação atuando em conjunto”, ressalta o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo. “Retirá-los dá mais tranquilidade a quem diariamente passa por esses locais”, reforça.

Iniciada há dois anos, a Operação DF Livre da Carcaças procura garantir maior sensação de segurança aos moradores das cidades e ajudar no enfrentamento das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti | Fotos: Divulgação / SSP-DF

Esforço conjunto

A identificação do material a ser recolhido é feita pelos conselhos comunitários de Segurança (Consegs), pela população e pelas administrações regionais. “Pela proximidade e conhecimento da região, os Consegs são essenciais para a continuidade do trabalho, um elemento facilitador para as ações de segurança pública”, explica o coordenador dos Consegs na SSP/DF, Marcelo Batista. “Mas, em cada região em que realizamos a operação, contamos com o apoio das administrações, o que é fundamental para continuidade das atividades”.

A DF Legal notificou três estabelecimentos por depósito de resíduos sólidos da construção civil e material orgânico em contêineres e caçambas localizadas em área pública. Uma outra notificação para que fosse realizada a remoção de material de construção, como tijolos, que estavam em uma área de estacionamento público.

“Trabalhamos com o intuito de coibir e orientar comerciantes locais sobre a importância de fazer o descarte de lixo em locais corretos, a fazerem a separação de lixo seco e orgânico. Esta ação integrada é muito importante, pois conseguimos atuar em diversas frentes, estabelecendo a ordem pública”, explica a diretora de Fiscalização de Resíduos Sólidos da DF Legal, Cristina Maria de Lucena.

Foram retirados, ainda, 640 sacos de lixo, um caminhão com resíduos de construção civil e varrição do local. “É uma ação muito válida e importante para a população”, completa o chefe do Núcleo de Limpeza do SLU, Aldemir Ferreira.

Conscientização

Além da retirada dos materiais, sempre é feito um trabalho educativo com moradores e donos de estabelecimentos que deixam as carcaças estacionadas em locais indevidos.

O material recolhido é levado para o depósito do 3º Distrito Rodoviário do DER, onde os agentes de Vigilância Ambiental aplicam soluções na água parada e fazem o controle vetorial.

Locais de realização

A operação já percorreu Samambaia, Candangolândia, Guará, Sudoeste, Taguatinga, SIA, Plano Piloto, Paranoá, Ceilândia, Santa Maria, Gama, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Sobradinho, São Sebastião, Núcleo Bandeirante, Arniqueira, Riacho Fundo II, Cruzeiro e Planaltina. Também foram contempladas as faixas de domínio do DER, os pátios da 15ª e 19ª delegacias de polícia e do Setor de Oficinas Sul (SOF).

Quer ajudar?

Envie um e-mail para conseg@ssp.df.gov.br, com informações que facilitem a localização dos entulhos.

*Com informações da SSP-DF

Agência Brasília* | Edição: Saulo Moreno